Página de Walter Eudes

31/10/2009

70 Anos do Início da 2ª Grande Guerra

Filed under: 1 — waltereudes @ 02:41

Foi tão absurda a mútua destruição da Europa em poucos anos que até hoje, e ao certo, por décadas e décadas vindouras haverá uma memória viva do conflito que é inconcebível em patamares do que o imaginário da própria Europa emana: culta , civilizada. Porquê tanta destruição mútua? Qualquer tentativa de entendimento é frustrada, inclusive a desta resenha. É bem provável que juntando-se todos os ensinamentos da humanidade que mostre a fragilidade do humano, sejam religiosos, profanos filosóficos, psicológicos, ou de qualquer outra natureza, a compreender o humano como falho, não haverá um dizer se quer que dê entendimento ao que aconteceu ao mundo iniciado há 70 anos, à Europa especialmente… pode ser a humanidade tão cruel?… Pode e foi!!!

Algumas inferências é possível fazer destes conflitos bélicos de grandes proporções, talvez a maior das conclusões tá na cara: reside em interesses econômicos uma das principais razões das grandes guerras; com pano de fundo ideológico, político, mesmo de paranóico afã de dominação, puro poder, é a grande indústria bélica quem mais dita o andamento de uma guerra: por lucros, por uma expansão empresarial; haja pólvora, haja bombas, mísseis, haja veículos de combate, aviões, navios, contingentes e mais contingentes de soldados, cada qual bem armado, vestido, abrigado e alimentado. E hospitais, campos de detenções aos inimigos, propagandas e contra-propagandas, etc.

Ora, é muito difícil a herança bélica, e tem apresentado continuidade por todos os continentes aquele belicismo que moveu-se intensamente no mundo de 1939 a 1945, em especial na Europa, demonstrando fortes pulsos nas décadas vindouras deixando ecos até os dias de hoje… A chamada 2ª Grande Guerra Mundial, que em poucos anos desarranjou a humanidade por completo e que ainda não se cicatrizou por inteiro, só é compreendida mesmo no terreno da loucura, sem dúvidas! Loucura também que leva o ser humano a criar uma arma de destruição em massa e instantânea, a famigerada bomba atômica e loucura muito maior que a de cria-la, a de usa-la.

Esperança-nos ao certo, ter consciência de que há gentes de todo o mundo que de alguma forma conseguem enxergar a vida como bela, boa. Gente que tem uma força interior que consegue aplacar o ódio próprio do ser humano a ponto de dissipa-lo em si mesmo, extingui-lo ou minimiza-lo a níveis ínfimos, em vez de multiplica-lo e desferi-lo a outros viventes humanos.

 Walter Eudes – outubro de 2009

Anúncios

Deixe um comentário »

Nenhum comentário ainda.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe um comentário, crítica ou sugestão.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: