Página de Walter Eudes

10/11/2018

O QUE TEMER?

Filed under: Arquivo Geral — waltereudes @ 13:50

O que temer se não a insanidade de repetir dias já prontos

num mundo já acabado?

Sem o inventivo intenso e pulsante que habita em cada um.

Temer sim tantas moléstias no corpo, que padece lentamente

numa cela temporal onde nada está desconhecido

Quero os cantos vedras que nunca ouvi

Quero alcançar a força do cristão romano que sob Cesar fez-se vivo

Busco o riso do povo da floresta, banidos pela régia e sacra lei mediévia

que os impedia de inventar…

Quero alcançar aos sobreviventes de batalhas terríveis,

dos montes sagrados dos hebreus, que abandonaram as armas,

inimigos sendo, mutuamente à vida se lançaram o desafio.

E ambos retornaram a seus mundos.

Sei do nativo ameríndio, de feras protege os seus e

da gana dos invasores, luta com bravura.

Quero essa certeza de defender o mundo.

E que possa-se encontrar, nas matas existentes,

o que faltou aos antigos, interpretar o que há de vida ali.

Antes os perigos da batalha que a inércia da covardia.

Que liberdade se faz avante, a cada esforço de agora.

Não há terror que não se tenha um antídoto já provado.

Nada a temer, se não o mundo que será imposto a quem

dele deixou-se não dizer: como quer, por quê quer, com quem quer.

09/11/2018

UM PEDIDO DE SOCORRO

Filed under: Arquivo Geral — waltereudes @ 13:59

Peço aos de bom coração

a quem resiste em boa índole

que se some por entre gentes em todos
os cantos nesse país em caos mergulhado

Envaidecidos por discursos violentos ,
preconceituosos e de terror
cidadãos pouco pacíficos aguardam o
momento para o triunfo do mau .
Querem exercer o que há de mais brutal ,
de modos de recusa às diferenças de
opinião e às diversidades de ser dos
indivíduos

Nas ruas do infeliz Brasil anunciam ,
orgulhosos que vem chegando o tempo
sonhado do ódio triunfar sobre o amor ,
sobre a esperança

Aos que sonham com o pavor como modo
de viver social, sorriem sorrateiros por
chegar o tempo onde não haverá Lei
nenhuma que impeçam os crimes que
suas perversas personalidades anseiam
fazer

A força como medida.
A violência como mediadora .
O ódio como socialização,
O mau intenso como objetivo …
Não mais a justiça
nem a esperança .

Não maias a caridade e a solidariedade ,
somente a exclusão e extermínio como
controle social

Socorro!! Socorro !!

Não por eles assim planejarem …
Socorro por tanta gente que se diz de luta
se ocultar .
Curvar-se-ão os que se disseram pacíficos,
solidários e democráticos quando os males
elencados começarem a se efetivar ?
Tem que sim ,
vejo que sim, pelo que por hora (não)fazem…

Fugindo do mundo real para as telas
cibernéticas já não viam mortes fomes e
violência ocorrerem ao seu redor …
Agora insistem em nada lhes parecer
estranho, salvo a próxima eleição seus
candidatos não estarem a concorrer .

Legitimam a barbárie os que se dizem
civilizados pela paz justiça e solidariedade ,
e as praticam e as defendem em meras
leituras de algum poema escrito num
desespero de socorro …
SOCORRO!!
SOCORRO!!

BRASIL NOV 09/ /2018

Blog no WordPress.com.